Cabelos e sol: você protege seus cabelos da radiação ultravioleta?

Por Dra Daniela Antelo

Já sabemos que as radiações ultravioleta A e B estão relacionadas ao surgimento de manchas, envelhecimento da pele, poros dilatados, dilatação de vasos capilares, aparecimento de lesões pré-cancerosas e câncer da pele. Daí a necessidade do uso de fotoprotetor diariamente e em caso de exposição solar intencional.

Estudos recentes demonstram que os cabelos também sofrem os efeitos da radiação, assim como a pele.

Descobriu-se que existem diferenças genéticas na composição do fios das diferentes raças. Os fios de cabelos asiáticos possuem uma camada externa de moléculas lipídicas (gordurosas) que os tornam mais resistentes às agressões do dia-a-dia como o uso de secador, ação do vento, ato de pentear e efeito da radiação solar. O fio mais sensível à estes traumas do dia-a-dia é o do cabelo afro, que sofre maior dano da cutícula. O cabelo asiático é também mais resistente que o cabelo do europeu.

A radiação ultravioleta leva à lesão cuticular (lesão da camada mais externa do fio) e isto ocorre em todos os tipos de cabelos, independente da raça.
Além da lesão cuticular, a radiação UV gera ressecamento, enfraquecimento, mudança da coloração e quebra do fio (resultado da foto-oxidação).
Para evitar estes efeitos, é importante utilizar um produto que hidrate os fios e que contenha protetor solar, especialmente nas situações de maior exposição ao sol.

 

http://www.dreamstime.com/-image7556126

Advertisements
Posted in Uncategorized

O uso de ácidos é sempre sinônimo de descamação? A pele precisa descamar para que o tratamento tenha resultado? Posso tratar as manchas da pele, como o melasma, sem descamar?

O uso de ácidos é sempre sinônimo de descamação?

A pele precisa descamar para que o tratamento tenha resultado?

Posso tratar as manchas da pele, como o melasma, sem descamar? 

Por Dra Daniela Antelo

Com frequência, escuto estas perguntas dos meus clientes. A descamação com o uso de ácidos é frequente, mas nem todos descamam na mesma intensidade. O ácido (especialmente o retinóico) acaba sendo o protagonista de um tratamento anti-envelhecimento ou anti-acne.  A pele pode ser mais tolerante ou mais sensível ao uso de ácidos. Vejo pacientes que usam ácidos em concentração bem baixa, 2 vezes na semana e que descamam intensamente e outros, que usam ácido diariamente e mais concentrados, sem descamação. Pacientes com peles mais sensíveis, com dermatite ou com tendência à rosácea apresentam descamação, vermelhidão e ardência e nas peles mais oleosas, a descamação é menos intensa, ou se ocorre, normalmente é ao redor da boca. 

Não é necessário, num tratamento domiciliar, que ocorra a descamação para que o efeito do tratamento aconteça. Até porque, além da sensibilidade da pele,  o tipo de ácido deve ser levado em conta e sua concentração.  Para quem tem sensibilidade ao ácido retinóico, podem ser utilizados seus derivados mais suaves: retinol e retinaldeído. Para quem tem sensibilidade ao ácido glicólico, podemos formular preparados com ph mais alto ou usar ácido kójico, mandélico e outros. O tipo de “veículo” utilizado na aplicação do ácido (gel aquoso, gel alcóolico, creme, gel-creme e serum) também é um fator que deve ser levado em conta.  

Para quem tem melasma e não quer descamar, hoje em dia existem protocolos de tratamento com combinação de clareadores com pouca (ou mesmo inexistente) descamação e sensibilização da pele. Há técnicas de peeling mais modernas, sem descamação ou, se ocorre, é bem leve. Desta forma, é possível tratar da pele sem mudar a sua rotina e atividades do dia-a-dia. 

Naturalmente, em todos os casos, a proteção solar é imprescindível. 

Image

Posted in Uncategorized | Tagged

Acne persistente na mulher adulta

Por Dra Daniela Antelo 

Cada vez mais observo em minha prática clínica, casos de mulheres que já passaram da fase de adolescência e que mantêm o quadro de acne desde a adolescência, ou que apresentam acne na idade adulta, sem terem tido acne na adolescência. Em alguns casos, a acne é crônica, pois persiste ao longo de anos. Isto pode ser um problema para algumas mulheres. 

Isto é motivo de inúmeras pesquisas que tentam explicar este “fenômeno”. O entendimento dos fatores que levam ao desencadeamento da acne em idade adulta possibilitará o surgimento de tratamentos mais eficazes.

É importante pesquisar influências hormonais. O hiperandrogenismo (excesso de hormônios masculinos ou de sua ação) é causa de acne em algumas pacientes adultas. Nestes casos, podem ocorrer irregularidade menstrual, seborréia, acne na região mandibular ou queixo, hirsutismo (excesso de pêlos). Herança genética, estresse, dieta e gravidez também são fatores que devem ser levados em consideração.

O tratamento deve ser prescrito pelo dermatologista e individualizado de acordo com a gravidade e intensidade do quadro e abrange desde medicações tópicas formuladas ou industrializadas, procedimentos no consultório e tratamentos orais com antibioticoterapia e isotretinoína.

Image

 

 

Posted in Uncategorized | Tagged

Cremes para celulite funcionam?

Por Dra. Daniela Antelo

Celulite é um grande terror das mulheres. Muito frequente e muito indesejável.

Dizemos, na Medicina, que quando existem vários tratamentos para uma mesma doença, é porque nenhum deles isoladamente surte efeito em todos os casos. No caso da celulite, é mais ou menos assim, existem muitos tratamentos, que se complementam, mas nenhum é definitivo.  Até mesmo porque ela é crônica e multifatorial. 

O uso de hormônios (pílulas anticoncepcionais), hereditariedade (genética), excesso de peso (ou mesmo que a mulher esteja no seu peso ideal, pode ocorrer um acúmulo de gordura no abdome, culote e nádegas), dificuldade circulatória, retenção de líquido, excesso de sal (sódio) na dieta são fatores que propiciam o seu aparecimento. 

Com frequência, minhas pacientes me perguntam se os cremes de celulite funcionam. Na verdade, esperar que o creme faça todo o trabalho é um sonho, mas só sonho. Eles atuam melhorando o relevo da pele e atenuando o aspecto visual da celulite em 10-20%. Dependendo do caso e do perfil da paciente, essa melhora já pode ser considerada gratificante, dada a facilidade que é aplicar um creme em casa. Logicamente, não é qualquer creme. Alguns ativos podem ser utilizados, mas em concentrações específicas, normalmente mais altas do que as que estão presentes nos cosméticos.  Fuja das propagandas milagrosas “creme para flacidez”, “creme para gordura localizada”, “melhora significativa em 10 dias” e gaste seu dinheiro de outra forma. 

Existem poucos artigos científicos sérios sobre o assunto, mas a cafeína já foi estudada, pois ela estimula a lipólise (quebra da gordura). Mas não adianta ter ação se o princípio ativo não penetra na pele. isto dependerá do veículo (água, álcool, gel, se é encapsulado ou não). Portanto,  uma avaliação criteriosa do que se está usando é fundamental. 

Image

 

 

 

 

 

Posted in Uncategorized | Tagged

teste 21.03.2014

blablabla

Posted in Uncategorized

Novidades sobre melasma. Ninguém precisa ficar com a pele manchada.

Estamos de volta!  Após verão intenso, férias e carnaval, estamos comemorando mais de 100.000 visualizações em nosso blog…..Nada mais justo do que atualizá-los sobre as novidades em MELASMA, que costuma se acentuar no verão. Melasma corresponde às manchas escuras que surgem no rosto (especialmente na testa, maçãs do rosto e buço) e nos braços, decorrentes de exposição ao sol. O uso de anticoncepcionais e a gravidez podem agravar o quadro.

Mesmo estando com o filtro solar, a exposição à radiação ultravioleta acaba acentuando as manchas, já que o filtro não “anula” seu efeito. Para aquelas que não vão à praia ou piscina, convém lembrar que a exposição ao sol do dia-a-dia, p.ex. andando na rua, também piora o melasma.

Um trabalho recente publicado no periódico Journal of Drugs in Dermatology reviu o uso do Extrato de Polypodium Leucotomos no melasma. Este antioxidante via oral, assim como outros, pode ser utilizado no tratamento e prevenção do melasma. Além do tratamento oral e fotoproteção intensa, o uso de diferentes formulações de clareadores e/ou ácidos para aplicação domiciliar costuma ajudar muito. Na clínica, podemos realizar diferentes tipos de peelings (alguns descamam mais e outros menos), luz intensa pulsada e mais atualmente, o DRUG DELIVERY. O Drug Delivery consiste na aplicação de substâncias clareadoras como vitamina C, ácidos, hidroquinona, após o laser fracionado. O Laser fracionado estimula a formação de “microcanais” na pele, através dos quais os medicamentos irão atuar diretamente sobre o pigmento.

Assim, mesmo no Rio, com a orientação e tratamento adequados, ninguém precisa ficar com a pele manchada.

Cada paciente necessita um tratamento distinto. Consulte seu dermatologista para saber qual o mais indicado para você.

Image

Posted in Uncategorized | Tagged

Hiperidrose axilar: suor excessivo nas axilas tem tratamento

O verão se aproxima. E com o aumento da temperatura, suamos mais. Algumas pessoas têm excesso de suor nas axilas, que causa constrangimento no convívio social. Elas acabam optando por roupas escuras para evitar que o suor marque a roupa e isto acaba aumentando a sudorese. Outras têm dificuldade em encontrar um desodorante específico, pois o excesso de sudorese acaba favorecendo o surgimento de odor desagradável.

A toxina Botulínica (Botox, Dysport) trouxe uma grande avanço no tratamento do excesso de suor (hiperidrose) axilar, pois ele controla a produção de suor pelas glândulas sudoríparas. A aplicação é rápida e segura, realizada no consultório dermatológico.

Mesmo nos casos em que o suor não é excessivo, com a prática de atividade esportiva e altas temperaturas do verão, a aplicação da toxina nas axilas resulta em grande conforto pela redução da sudorese nesta área. 

http://www.allergan.com/products/medical_dermatology/botox.htm

Image

Posted in Uncategorized | Tagged