Vitiligo tem cura? É psicológico?

Vitiligo é uma doença crônica, auto-imune e hereditária, caracterizada por manchas brancas e que acomete 1% da população. É bem freqüente e não tem predileção por sexo ou raça. A maioria dos casos se inicia até os 20 anos, então é comum encontrarmos crianças e adolescentes com estas manchas.

Existem inúmeras hipóteses que tentam explicar a sua causa, entretanto, a mais aceita é a teoria imunológica: células e anticorpos do nosso próprio organismo destroem as células que dão pigmentação à pele (os melanócitos).

Desta forma, o vitiligo não tem origem psicológica, embora fatores neurais possam contribuir de forma secundária, mas não exclusiva.

Felizmente, a cada dia, novas pesquisas são realizadas (como as teses realizadas pela Dra Daniela Antelo) tentando buscar a causa e tratamentos mais eficazes.

Tratamentos com imunomoduladores, fototerapia com UVA ou UVB de banda estreita, excimer-laser e transplante de melanócitos podem ser utilizados para a repigmentação das  lesões.  

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.