Descobertas células no sangue relacionadas ao vitiligo

Estudo realizado na Universidade Federal do Rio de Janeiro com pacientes de vitiligo revelou que existem células no sangue relacionadas à doença. Na verdade, há muito ainda o que se pesquisar e descobrir em termos de vitiligo, entretanto todo avanço é necessário e celebrado como uma vitória, já que esta doença estigmatizante atinge 1 a 2% da população mundial.

Estas células enfatizam a necessidade de otimizar o tratamento do vitiligo, por vezes tratando não apenas de forma local, mas também generalizada, seja com fototerapia ou substâncias imunomoduladores (que atuam no sistema imunológico).

Este estudo foi realizado pela Dra Daniela Antelo e seus orientadores e publicado neste mês na revista européia oficial da Photomedicine Society, the British Photodermatology Group and the European Society of Photodermatology.

http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1600-0781.2010.00563.x/abstract

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.