Poros dilatados: o que fazer?

Verdade seja dita. Ninguém gosta do aspecto dos poros dilatados na zona T do rosto (nariz e testa).  O que fazer, então, para “acabar” com os poros dilatados?

Os poros se dilatam em consequência da produção de sebo e do acúmulo de glândulas sebáceas nessas áreas, portanto, estão diretamente relacionados ao grau de sebo presente. Desta forma, o tratamento para reduzir o diâmetro dos poros anda é similar ao tratamento para oleosidade da pele com loções adstringentes ou controladoras da oleosidade e ácidos estimuladores da renovação celular. O uso noturno do ácido retinóico  ou dos  seus derivados mais suaves (como retinol, adapaleno, tazaroteno) também contribui para deixar a pele com uma textura mais lisa e regular e com isso reduz o aspecto de dilatação dos poros.

Peelings químicos seriados com ácido salicilico, ácido retinóico ou microdermoabrasão/microdermoinfusão contribuem para deixar a pele mais lisa, pelo estímulo à renovação das células e com isso, os poros abertos são atenuados.

O tratamento domiciliar combinado aos procedimentos de consultório progressivamente irão deixar a pele mais lisa, uniforme, com uma textura regular.

Nossa cidade é abençoada, mas o clima quente e úmido do Rio de Janeiro infelizmente contribui, e muito, para piorar o aspecto dos poros dilatados. Basta observar o que acontece na nossa pele quando viajamos para países frios ou de clima seco.  

Para um efeito instântaneo, porém não duradouro,  as empresas de cosméticos oferecem opções interessantes, normalmente, a base de emulsões siliconadas que produzem um efeito ótico e imediato de redução dos poros dilatados: Pro-Prime™ Pore Refining Primer Oil-Free, da Nars; Pores No More antiaging Mattifying Lotion, do Dr. Brandt; Pore Minimizer Instant Perfector, da Clinique; Pure Focus T Zone Gel, da Lâncome.

A radiação solar também causa aumento do diâmetro dos poros. O Sol causa espessamento da pele e engrossa sua textura, de forma que as células se agrupam ao redor dos poros, piorando seu aspecto. Este é outro motivo para termos cautela com o sol !

 

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.