Ácido hialurônico de todas as formas

Já se sabe há muito que França é pioneira na indústria de cosméticos. L´oreal Paris, Vichy, ROC, La Roche Posay, Lâncome, Guerlain, Givenchy lançam inúmeras novidades todos os anos.

Os melhores ácidos hialurônicos utilizados nos preenchimentos são de origem francesa ou suíça.

O Mesolis+® ou Teosyal Meso®, são apresentações de ácido hialurônico menos denso e injetável, aplicadas em consultório e utilizadas para hidratar e dar brilho à pele (e não preencherem) e reveter o aspecto “craquelé” ou quebradiço.

 Um fato que é difícil não perceber nas prateleiras das Pharmacies de Paris é a quantidade de produtos que contém ácido hialurônico na sua formulação.

Mas será que funcionam?

Algumas pesquisas mostram que quando utilizado em concentração mais alta, ou com moléculas fragmentadas, contribuem para o estímulo à produção de novo colágeno, além de reterem água na pele e portanto, hidratando-a.

Alguns exemplos de produtos anti-aging com ácido hialurônico na sua formulação são Eluage, da Avène, e o  Liftactiv Retinol HÁ, da Vichy e o filtro Anthelios AE Gel-creme FPS 30 ou 50, da La Roche Posay. 

Após a microdermoabrasão (Crystal Peeling®) ou microdermoinfusão (DualPeel®), podemos usar no consultório, formulações com ácido hialurônico puro, ou mais concentrado, para dar brilho e viço à pele envelhecida ou desidratada.

Na França e nos EUA, tem-se utilizado ácido hialurônico via oral para doenças osteo-cartilaginosas degenerativas e alguns usuários atestam que a pele também melhora com o uso. Na verdade, olhamos com receio tal uso e são necessários estudos comprovando segurança e benefício para este fim.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.