Flacidez do abdome no pós-parto: o que fazer?

Durante a gestação, o pele do abdome é naturalmente estirada para acomodar o bebê em desenvolvimento. Esse estiramento ocorre devido à alteração das fibras de sustentação da pele por ação dos hormônios liberados durante a gravidez.

Não é de se surpreender que quanto mais peso a gestante ganha durante os 9 meses, de uma forma geral, maior será o grau de estiramento da pele. Entretanto, mesmo as gestantes que se mantiveram dentro do limite esperado de aumento de peso (10-12kg), algumas vezes apresentam alto grau de tensão da pele, especialmente nas últimas semanas.

O nosso organismo é sábio e após a gestação, ocorre contração da pele do abdome, especialmente até 6 meses após o parto. Em alguns casos, em até 1 ano. A eficácia definitiva dos benefícios do uso da cinta é controversa. Alguns trabalhos apontam benefícios e outros não constataram diferenças entre mulheres que usaram e que não utilizaram. Assim, mesmo mulheres magras ou que apresentaram aumento de peso dentro do limite esperado, podem apresentar flacidez da pele infraumbilical.

Nestes casos, estão indicados tratamentos com Radiofrequência ou Infravermelho para tratar e atenuar a flacidez da pele. Os tratamentos com Radiofrequência (utilizamos o Apollo Tripolar®) são realizados de forma periódica e frequente.

Para as mulheres, que logo após o parto, estão envolvidas (como é de se esperar…) com os cuidados com o bebê, amamentação e retorno ao trabalho e que não têm tempo a perder, pode ser realizada a aplicação da ponteira corporal de THERMAGE®. A aplicação da radiofrequência THERMAGE® no abdome tem a vantagem de ser um tratamento aplicado uma vez ao ano.

O mesmo tratamento se aplica aos pacientes com flacidez após grande perda de peso ou flacidez constitucional/genética do abdome.

http://www.thermage.com/Before-and-After-Photos/

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.