Estudo de Harvard mostra que o consumo de café reduz a chance de câncer da pele

Recentemente pesquisadores da Escola de Saúde Pública de Harvard pesquisaram o efeito do consumo de café no melanoma, carcinoma basocelular (CBC) e carcinoma espinocelular. Estes 3 tipos de tumores correspondem às formas mais frequentes de câncer da pele.

Eles observaram que o consumo de café reduziu o risco de ocorrência do Carcinoma Basocelular (tipo mais comum de câncer da pele). Nos EUA, cerca de 1 milhão de pessoas são diagnosticadas por ano com esse tipo de tumor, que também é frequente no Brasil.

O café descafeinado não modificou o risco de ocorrência de CBC. A incidência de melanoma e carcinoma espinocelular também não se modificou com a ingesta de café.

Alguns alimentos contém nutrientes com benefícios e malefícios controversos na medicina: gema de ovo, clara de ovo, cafeína,etc. Neste contexto, a redução do risco de câncer da pele acrescenta um ponto na tabela de vantagens do consumo de café.  

 

Caffeine could be related to an inverse association between basal cell carcinoma risk and consumption of coffee, a study found. The study, presented at the 10th AACR International Conference on Frontiers in Cancer Prevention Research,  examined the risks of basal cell carcinoma (BCC), squamous cell carcinoma (SCC) and melanoma in connection with coffee consumption and found a decreased risk for BCC only. Given the nearly 1 million new cases of BCC diagnosed each year in the United States, daily dietary factors with even small protective effects may have great public health impact. 

Image

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.